Poema de Representação – Café Amargo

Na 6º edição do labLARP testamos o jogo Café Amargo escrito por Luiz Prado.

 

O jogo é muito bom, se equipara aos jogos estrangeiros, para mim está no nível do Boa Noite, Queridinhas, então vocês DEVEM jogar!

O jogo retrata o tema da despedida, e é para ser jogado entre duas pessoas, o abandonado e o abandonador. Cada jogador irá no mínimo jogar duas vezes, cada uma das vezes com um papel diferente, hora o abandonador, hora o abandonado. O jogo usufrui de café preparado amargamente como elemento de game design.

 

Jogamos o jogo duas vezes e ambas foram muito boas. Cada jogador jogou quatro vezes, duas como abandonador e duas como abandonado. Minha única ressalva para este jogo é que depois que terminou minha barriga ficou estranha, uma vez que eu não tomo café e no dia acabei tomando quatro copos =s.

 

Para baixar o jogo: Café Amargo de Luiz Prado.

 

Parabéns PRADO!

Anúncios

Poema de Representação – Um Seixo

Olá pessoas, na quarta edição do labLARP que ocorreu no dia 17/07/13 realizamos o jogo Um Seixo, que em inglês chama-se A Pebble. Para quem não sabe Seixo é a tradução de Pebble e Seixo é um tipo de pedra. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Seixo).

Este jogo fala sobre aborto e é muito interessante. Desde que comecei a ler sobre os poemas de representação, este foi um dos jogos que mais tive vontade de aplicar. O jogo consiste em um casal, que é interpretado inversamente, ou seja, o homem joga como a mulher e a mulher joga como homem. Além do casal também existe alguns co-jogadores, entre um e três. Enquanto o casal conversa sobre a possibilidade de um aborto os demais jogadores quando desejarem sinalizam que desejam falar, quando o fazem eles irão falar como um possível futuro da criança.

O jogo encontra-se aqui: Um Seixo

Realizamos o jogo duas vezes, sendo que a primeira vez dividimos o grupo em grupo menores. No meu caso eu joguei junto com o Luiz Prado e nós dois éramos os co-jogadores, enquanto que Godoy e a Bárbara eram o casal. No nosso caso o homem (bárbara) não sentia-se preparado para ter o filho.

Após todos os grupos terem terminado realizamos um debate sobre as experiências. Decidimos então jogar uma segunda vez, mas optamos por jogar todos juntos, havendo então diversos jogadores que poderiam ser os futuros das crianças. Para este jogo mudamos de ambiente e fomos para um quarto menor e com uma iluminação mais amarelada e fraca.

Particularmente acredito que a segunda execução do jogo havia muitos jogadores, eu era a mãe e me gerou uma certa angustia, pois muitas vezes não conseguia desenvolver a conversa com o pai, uma vez que as futuras crianças não paravam de se manifestar. A impressão que tenho deste jogo é que os possíveis futuros são ferramentas de design para trazer a discussão dos pais elementos que talvez não estejam sendo enxergados. Minha personagem era uma mãe que queria trabalhar e crescer profissionalmente e filhos não estavam nos planos dela. Uma das intervenções mais marcantes para mim foi a que o Godoy fez, quando ele como filho questiona o pai porque a mamãe nunca estava presente para jantar, ainda mais em datas especiais.

Para mim faltou executar o jogo mais uma vez e com menos jogadores por grupo!

Para mim é um jogo incrível e merece ser jogado!!! Então Joguem!!!!

Poemas de Representação – DSM – IV

Este poema de representação foi escrito pelo Mathijis Holter, o mesmo autor de Boa noite, Queridinhas. Este jogo aborda a questão de rótulos, o que aqui ele colou o rótulo como um diagnóstico psiquiátrico.

Realizamos a execução deste jogo na segunda edição do labLARP. O jogo é muito interessante, ainda mais para mim que sou psicanalista. Além da tradução do jogo eu acrescentei uma segunda folha com alguns diagnósticos do DSM, que é o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Acrescentei esses rótulo para ajudar os jogadores a ter uma noção das possibilidades que podem ser utilizadas. 

Executamos o jogo três vezes, e isso foi muito bom! A primeira vez escolhemos o diagnóstico de sadismo e a cena proposta era uma viagem de ônibus para a cidade de Aparecida. A cena foi divertida e possui toques de comédia.

A segunda vez que realizamos a qual tive o prazer de ser a pessoa diagnosticada, possui o rótulo de dependência. Eu era um professor de informática recém formado que procurava a todo custo ajuda dos demais professores em prol de aprender e exercer minha função. Foi muito bacana a cena. Nesta vez usamos três pessoas sussurrando ao invés de uma e isso foi bem interessante.

A terceira vez que executamos foi muito, mas muito profundo. O Luiz Falcão era pessoa com o diagnóstico mas desta vez não contamos a ele qual rótulo ele possuía. Decidimos que cena seria uma reunião com seus supervisores, onde eles estavam de alguma forma achando que ele não estava atendendo as expectativas. O rótulo escolhido a ele foi o Sindrome de Estresse Pós Traumático, devido a violência física sofrida na infância pelo seu pai. Eu fui uma das pessoas que sussurrou junto com o Tadeu e o Luiz Kalagar. Tentei explorar recursos físicos, como por exemplo sacudir as pernas dele para simular nervosismo, pingar agua no pescoço para simular suor.

 

O jogo é muito legal e possui uma temática bacaníssima! Experimentem!!!!!

 

O jogo pode ser encontrado AQUI.

Poemas de Representação: Boa Noite, Queridinhas

Na primeira edição do labLARP além do Três de Mim e do Mistério ama Companhia, realizamos o poema de representação intitulado como: Boa Noite, Queridinhas.

Este poema aborda o tema da morte de uma forma simbólica. Existe um criador, aquele que inventou as queridinhas, pode ser um artista, um cozinheiro, um cineasta, um cabeleireiro e etc e as queridinhas, que são criações importantes que o criador realizou no passado, mas que agora ele deseja eliminá-las, não só deseja como irá matá-las. O criador deve explicar por que deseja eliminar cada uma de suas criações e elas podem tentar se defender, mas o final todos já sabem, elas irão morrer!

A versão traduzida do jogo pode ser encontrada AQUI

Este é um jogo incrível e com muito potencial, na primeira edição jogamos ele três vezes, sendo que a última houve um criador, seis queridinhas e as demais pessoas ficaram observando. O criador era um mestre de artes marciais que agora estava velho. As queridinhas eram: orgulho, busca da perfeição do estilo de arte marcial criado, o medo do colega da escola que o importunava e o motivou a buscar as artes marciais, disciplina, os aplausos das vitórias que conquistou.

Esta última execução foi profunda, ao término do jogo os participantes relataram terem sentido medo, desespero e palpitações no coração durante o jogo. Realmente profundo!!!

 

A dica para a execução é que faça mais de uma vez. A primeira vez é uma apropriação das regras do jogo e da dinâmica. A segunda vez é um teste de possibilidades uma vez que as regras do jogo já são conhecidas, é o momento onde devem ser exploradas. Por fim a terceira vez fica equalizada, pois os jogadores já sabem como é o jogo e sua dinâmica, já o exploraram e agora podem executá-lo com menor ansiedade e dando mais valor a profundidade.

Por isso joguem ao menos três vezes!!!

Poemas de Representação – Mistério ama Companhia

Aos poucos estou colocando os jogos que foram realizados ao longo de todas as edições do labLARP. Na primeira edição jogamos dois jogos, Mistério Ama Companhia e Boa noite, Queridinhas.

Mistério Ama Companhia é um jogo para cinco jogadores, onde há um casal que são super heróis, dois filhos e o arqui-inimigo da família: Disgusio. O jogo basicamente ocorre em três cenas de cinco minutos cada, onde os filhos em cada cena irão querer algo, pode ser qualquer coisa, desde ir ao cinema até comer um chocolate. Os pais possuem poderes especiais e o Disgusio é o mestre dos disfarces e seu objetivo é causar discórdia na família.

O grupo foi dividido em dois e assim ao mesmo tempo aconteceu o jogo duas vezes em ambientes separados. Realizamos então uma terceira vez, onde houve os cinco participantes e as demais pessoas ficaram assistindo.

Em ambos os casos o jogo acabou tomando a direção do cômico, algo que o Luiz Falcão, que já realizou este jogo outras vezes, disse ser uma direção que na maioria das vezes tende para esta direção.

O jogo orienta que as crianças sejam persistentes em relação ao que desejam, mas o que acabou acontecendo é que as crianças tornaram-se pentelhas e infernizam a vida dos pais, eu particularmente quando fui a criança agi desta forma.

Seria interessante realizar este jogo com cenas que possibilitem outras direções além da do cômico, o Falcão sugeriu, por exemplo, uma cena onde os filhos foram pegos fazendo racha e agora os pais devem ir à cadeia para libertá-los. Outra cena sugerida é que Mistério sofreu um acidente e está para morrer, assim a família vai visitá-lo no hospital.

Um jogo divertido e rápido experimentem!!! O texto com as orientações para jogo estão AQUI

5º edição do labLARP – Coelho Branco, Coelho Vermelho

Nesta quinta edição do labLARP iremos assistir a uma peça de teatro chamada Coelho Branco, Colhe Vermelho. Ela foi escrita por Nassim Soleimanpour, um Iraniano.

O diferencial desta peça é que o ator não conhece texto, ele fica sabendo na hora!!!

Recentemente a peça esteve no SESC e ao estabelecer contato com o autor consegui o texto para ser encenado em nosso encontro.

Tragam seus amigos, namorados e família para assistirem. Ao final da peça será realizado um debate.

Poemas de Representação – Três de Mim

Hoje ocorre a quarta edição do labLARP. Assim como as duas primeiras hoje jogamos outro poema de representação.  Poemas de representação são jogos curtos que abordam temáticas que muitas vezes não cabem em outros jogos como o RPG. Para entender melhor sobre isso nada melhor que ler as palavras do criador:

Poemas de Representação

Gostaria de falar do jogo Três de Mim, que consistem basicamente em fazer uma afirmação sobre a vida de outra pessoa, independente de ser verdade ou não a pessoa deve citar três exemplos REAIS da vida dela para ilustrar a veracidade da afirmação realizada. O jogo encontra-se aqui: Três de Mim 

Já joguei Três de Mim pelo menos umas seis vezes. Este jogo tranquilamente pode ser jogado por horas, hoje mesmo rolou uma hora só com esse jogo. O interessante de serem três exemplos é que a cada novo exemplo tendemos a vasculhar cada vez mais nossa vida e quando chegamos ao terceiro exemplo acabamos contando algo pessoal de nossas vidas. O fato de que a afirmação que alguém faz para você não ser verdadeira torna o jogo super interessante, porque você realmente tem que pensar para encontrar uma história que ilustre tal afirmativa. Com certeza é uma ótima forma de conhecer pessoas, sei de histórias de alguns jogadores que talvez se não fosse jogo eu não saberia, isso permite que um vinculo se crie.

Meu conselho joguem!!!

labLARP – Laboratório de Prática em Jogos de Representação

O labLARP é um iniciativa que surgiu a partir do LAB JOGOS, que ocorreu em Belo Horizonte em 2013. No Lab Jogos conheci o Luiz Falcão, que já está envolvido com o mundo dos LARPs faz tempo.

Eu conhecia LARPs de vampiro, inclusive já organizei um, mas o que o falcão apresentou fez minha cabeça explodir. O pessoal do Nordic Larp fazem umas coisas surreais!!!

O objetivo desta iniciativa é fomentar uma cultura de LARP no brasil, assim como experimentar os jogos criados lá fora e os nacionais.

O labLARP tem ocorrido duas vez por mês, e até o presente momento já houveram três edições.

Segue um lista de links que são referencias para o estudo de LARPs:

Guia prático de LARP que surgiu com a criação do npLARP (núcleo de pesquisas em live action roleplay). Ótimo para conhecer os tipos de LARPs que existem e onde buscar referências.

Knute Punkt convenção anual de LARPs.

Nordic LARP LARPs nórdicos

Norwegian style este site possui diversos jogos para gratuitos para fazer download. Os principais jogos que existem neste site são os Poemas de Representação.

npLARP diversos artigos publicados e traduzidos, assim como jogos.

Story Games fórum de discussão

Chamber Games ou Jogos de Camara, jogos que são desenhados para acontecerem em uma sala sem necessidade de muita preparação e para um grupo médio de pessoas.

Interactive Drama um variação bem grande de LARPs.

Parlo Larps ou Larps de Salão, são jogos parecidos com o Chamber Games, porém com temáticas diferenciadas

Jeep Form são jogos que se aproximam do teatro, possuem um diretor que pode solicitar que uma cena seja refeita, ou mudar algum detalhe e etc…

Boi Voador é como um diário de produção de LARPs.

Com esses links dá para pesquisa bastante!!!